Unlimited WordPress themes, graphics, videos & courses! Unlimited asset downloads! From $16.50/m
Advertisement
  1. Web Design
  2. SEO
Webdesign

Introdução à SEO

by
Length:MediumLanguages:
This post is part of a series called SEO Fundamentals for Web Designers.
Let’s Get Started With SEO!
Managing your Site's Accessibility for Search Engines

Portuguese (Português) translation by Mariana Prazeres (you can also view the original English article)

SEO está na moda. Graças à feroz competição entre sites, tornou-se mais importante que nunca para o sucesso online. Mas o que é exatamente a SEO? Que abordagens são recomendadas e que tácticas devem ser evitadas? Ao longo das próximas semanas, descobriremos as respostas para estas perguntas. Hoje, começamos esta sessão Tuts+ com uma introdução à SEO.

SEO está na moda. Graças à feroz competição entre sites, tornou-se mais importante que nunca para o sucesso online. Mas o que é exatamente a SEO? Que abordagens são recomendadas e que tácticas devem ser evitadas? Ao longo das próximas semanas, descobriremos as respostas para estas perguntas. Hoje, começamos esta sessão Tuts+ com uma introdução à SEO.

O que é SEO?

SEO é um acrónimo para Search Engine Optimization (Optimização para motores de busca). Ela traça uma série de técnicas que aumentam a visibilidade de um site nos resultados de motores de busca. O objectivo de tal optimização é de se classificar o mais acima possível para uma dada pesquisa. Naturalmente, é mais fácil de o dizer do que o fazer...

Técnicas de optimização podem ser divididas em duas categorias:

Técnicas que motores de busca recomendam como parte de um bom design chamam-se white-hat SEO (SEO chapéu-branco). Estas são consideradas seguras e produzem resultados a longo prazo.

Por outro lado, black-hat SEO (SEO chapéu-preto), usa técnicas que são rejeitadas pelos motores de busca. Websites que empregam estas técnicas podem sofrer penalidades de posição; sendo no pior dos cenários completamente removido do index. Para alguns exemplos de black-hat SEO (SEO chapéu-preto), dê uma vista de olhos a DesignHammer's 17 Black Hat SEO Techniques to Avoid(17 Técnicas de SEO Chapéu-Preto a Evitar).

Quando falamos de SEO, normalmente referimo-nos ao Google como motor de busca. No fim de contas, a Google tem uma quota de mercado de 91%, fazendo dela o mais importante motor de busca. Mas as técnicas que vamos debater são também aplicáveis ao Bing e ao Yahoo.

Glossário de SEO

Nos artigos que se seguem iremos usar certas palavras-chave relacionadas com a SEO. Saber o significado por detrás destes termos pode ser útil para recém-chegados. Abaixo encontrará uma lista alfabetizada de termos que usaremos frequentemente.

  • CMS: Sistema de gestão de conteúdo (Content management system), por exemplo Wordpress ou Drupal.
  • CTR: Razão de cliques (Click-through rate), a percentagem de usuários que clicam numa hiperligações.
  • GYM: Google, Yahoo and Microsoft, proprietários dos três maiores motores de busca.
  • Link juice: Qualidade das hiperligações que é transferida entre sites/páginas.
  • Long tail: Palavras-chave mais específicas, ex.:"navigation bar photoshop tutorial (navegação barra photoshop tutorial)"
  • META tags: Código na secção head de um site que é usada no resultado de pesquisa no motor de busca.
  • Organic traffic: Tráfego que vem de motores de busca.
  • PR: PageRank, uma medida para a popularidade de hiperligações de um site.
  • SEO: Search engine optimization (Optimização para motores de busca). Técnicas que são usadas para fazer com que o seu site se qualifique mais acima no motor de busca.
  • SERP: Search engine results page (Página de resultados do motor de busca). A página com as páginas de web mais relevantes para a sua pesquisa.
  • Spider: Um robô que é usado pelos motores de busca para rastreamento e índice de websites.
  • Stuffing: Usar a mesma palavra-chave demasiado frequentemente na mesma página.
  • UGC: Conteúdo gerado pelo usuário, uma excelente forma de adicionar conteúdo único a uma página.

Porque é que o SEO é tão importante?

Quando toca a SEO é tudo acerca de posição. Mas porque é que a posição é tão importante para sites?

No fim da Primavera de 2011 Slingshot SEO liderou um estudo sobre a CTR de resultados de pesquisa. Compararam a posição de um site na SERP à respectiva razão de cliques. Abaixo encontra-se o resultado do estudo:

SERP click-through rate

O resultado é claro: classificação mais elevada = CTR maior. Para empresas que ganham a maior parte do seu dinheiro online, como e-shops, isto pode ser uma questão de vida ou de morte. Graças ao SEO, estas empresas podem melhorar o seu tráfego orgânico (e rendimento) significativamente.

Contudo, um bom SEO não é algo que se faz sem um plano. Um bom sítio para começar os nossos esforços é em aprender como motores de busca funcionam. Esta informação dar-nos-á alguma ideia de que tácticas funcionam e que tácticas são inúteis.

Funcionamento de Motores de Busca

A internet é incrivelmente extensa; atualmente existem aproximadamente 50 bilhões de páginas de web indexadas e sem motores de busca seria impossível encontrar informação útil no meio da desordem. Seria como procurar por uma agulha num palheiro.

number of indexed web pages of the internet

Motores de buscam trazem ordem a este caos. Ao construir um index estes podem mostrar-lhe as páginas mais relevantes tendo em conta a sua pesquisa. Mas esse index muda frequentemente. Sites novos são adicionados diariamentente, páginas são remodeladas, novos ficheiros são carregados, etc. Como a internet é uma entidade dinâmica, motores de busca precisam de alguma ferramenta para ajudar o index a manter-se atualizado.

É aí que os crawlers entram em jogo. Estes robôs automáticos minam páginas de web por informação; eles indexam hiperligações, imagens, videos e outros ficheiros.

Veja como um motor de busca usa crawlers para criar páginas de resultados:

  1. Descoberta: O crawler encontra o seu site, seja via uma hiperligação de um outro site ou via página para adicionar URLs. Atualmente, a Google só segue hiperligações href e src.
  2. Indexação: As páginas de web são processadas e indexadas. Note que nem todos os tipos de conteúdo podem ser indexados (p.e. alguns tipos de rich media ou páginas dinâmicas).
  3. Resultados: Quando pesquisa por alguma coisa, os motores de busca analisam os respectivos indexes e mostram-lhe as páginas de web mais relevantes.

Para lhe mostrar os resultados mais relevantes do index, os motores de busca têm de usar um sistema de posicionamento. Há diversos fatores que são levados em consideração e perceber estes fatores é chave para o seu sucesso com o SEO.

Fatores de Posicionamento de Motores de Busca

A relevância é determinada por mais de 200 fatores. É impossível discutí-los a todos, parcialmente porque levaria demasiado tempo, mas acima de tudo porque não os sabemos a todos. No entanto, estudos identificaram variados elementos que são importantes:

Hiperligações

Quando falamos de hiperligações, falamos de PageRank; o algorítmo para análise de hiperligações usado pela Google. Este foi criado por Larry Page (daí o nome PageRank) e Sergei Brin, os fundadores da empresa.

Este algoritmo toma em conta quantidades de hiperligações - cada hiperligação para um site é visto como um voto para esse mesmo site. Quando mais hiperligações tiver, mais acima se posicionará.

Se há uma coisa que deve manter em mente é que este sistema não é democrático. Nem todas as hiperligações têm o mesmo peso. Hiperligações provenientes de sites mais impositivos têm mais influência que hiperligações de sites menos populares.

Palavras-chave

A distrubuição de palavras-chave na sua página é também importante. A Google verifica quão frequentemente um resultado de pesquisa pode ser encontrada na sua página. Se aparecer no seu domínio, url, título, etiquetas de cabeçalho (Head tags), conteúdo... a página será considerada mais relevante.

Idade do Site

Idade é ouro. A Google considera sites mais velhos mais impositivos que sites novos.

Frescura

Atualizar o seu site com frequência é uma boa ideia. Adicionar páginas novas e atualizar velhas. Páginas novas são sinal de que o site não está parado.

Outros Fatores

Como disse acima, é impossível discutir todos os fatores de posicionamento. Existem outros, como velocidade, AuthorRank, estrutura do site... mas estes são alguns dos mais importantes.

Para mais informações acerca de fatores de posicionamento de motores de busca, sugiro que leia o artigo Search Engine Ranking do site SEOmoz.

Atualizações de algoritmo

As expressões Google Panda e Google Penguin são-lhe familiares? Não...?

Ao longo dos anos têm ocorrido várias atualizações de algoritmo. Estas atualizações são destinadas a aumentar a quantidade de resultados de pesquisa. Duas atualizações recentes que tiveram um maior impacto foram a Panda e a Penguin. A atualização Panda entrou em vigor em Fevereiro de 2011, afectando quase 12 porcento de todos os resultados de pesquisa. A atualização Penguin foi anunciada em Abril de 2012 e afectou aproximadamente 3.1% de pesquisas.

Isto significa que umaqueda súbita no tráfego ( uma queda invulgar e a longo prazo que não se corrige por si), pode ser causada por uma modificação no algoritmo de posicionamento. Verifique a data no seu programa de análises e compare-a com este resumo de atualizações de algoritmo. Descubra o que poderá ter causado o problema e ajuste as suas páginas de web de modo adequado.

Com estes updates, o SEO negativo viu pela primeira vez a luz do dia. SEO negativo ocorre quando um site de um competidor é alvo para uma enorme quantidade de hiperligações de má qualidade. Se a quantidade destas hiperligações de má qualidade for elevada o suficiente, a Google aplicará uma penalização neste site. Para mais informação acerca de SEO negativo, veja este infográfico em TastyPlacement (recentemente, a Google lançou uma ferramenta para contra-atacar estas práticas, mas falaremos disso em mais pormenor mais tarde).

E Quanto ao SEO Móvel?

SEO móvel está logicamente a tornar-se cada vez mais importante, visto que o mercado dos smartphones a tablets continua com a sua trajetória ascendente. Sabia que em 2011 foram vendidos mais smarphones que computadores (488 milhões para 415 milhões, respectivamente)? Optimizar o seu site para dispositivos móveis tem-se vindo a tornar numa necessidade.

Até a um ou dois anos atrás, viam-se muitos subdomínios para dispositivos móveis, por exemplo m.empresa.com. Estes subdomínios hospedavam um site especificamente para dispositivos móveis. Consequentemente, ficava completamente separado do site original (frequentemente com menos conteúdo).

Reconhecidamente, existe uma maneira melhor e mais eficiente de mostrar o seu conteúdo a usuários em dispositivos móveis: responsive design (design susceptível). Um responsive design adapta-se ao tamanho de monitor em uso ao usar CSS3. Isto significa que só precisa de desenvolver um site em vez de dois.

Responsive design é recomendado pela Google(!) pelos benefícios que se seguem:

  • Um único URL torna a interação pela parte de usuários mais fácil.
  • Um único URL ajuda o algoritmo da Google a atribuir as propriedades corretas para indexar o conteúdo.
  • Reduzido tempo de carregamento já que não necessita de redirecionamento.
  • Responsive pages podem receber crawlers de qualquer Googlebot, melhorando a eficácia dos mesmos.

Se há uma coisa que deve manter em mente é que pesquisas em dispositivos móveis são normalmente mais curtas que em computadores. Se o seu conteúdo é direcionado a usuários em dispositivos móveis, optimize para estas pesquisas curtas.

O que se segue?

Agora que já tem um pouco de bases acerca de optimização para motores de busca, podemos dar uma vista de olhos a alguns tópicos que iremos debater nas semanas que se seguem. Estes artigos podem ser divididos em 3 categorias:

  • Site-wide SEO: Técnicas que são usadas em todo o site e têm efeito em todas as páginas.
  • On-page SEO: Tácticas de SEO que podem ser usadas numa só página.
  • Off-site SEO: Tácticas que vão para lá do seu site.

Espero vê-lo de novo em breve!

Seja o primeiro a saber sobre novas traduções–siga @tutsplus_pt no Twitter!

Advertisement
Advertisement
Advertisement
Advertisement
Looking for something to help kick start your next project?
Envato Market has a range of items for sale to help get you started.