Students Save 30%! Learn & create with unlimited courses & creative assets Students Save 30%! Save Now
Advertisement
  1. Web Design
  2. Content Strategy
Webdesign

Coisas Ruins Acontecem Quando O Conteúdo Não Vem Em Primeiro Lugar

by
Length:MediumLanguages:

Portuguese (Português) translation by Erick Patrick (you can also view the original English article)

Semana passada, tive uma conversa interessante, com um amigo de um amigo, sobre a necessidade de ferramentas para trabalhar o conteúdo antes de ir para o CMS – um clássico motivo para discussão. Mais especificamente, esse amigo de meu amigo debatia a ideia de separar os sistemas de gerenciamento de conteúdo (CMS): ter plataformas distintas da CMS de publicação, focando puramente nos fluxos de trabalho editorial e de produção. Ele acredita que você pode fazer todo esse processo, diretamente, no CMS.

Embora seja algo a se considerar (tecnicamente falando), venho pensando nos argumentos que poderia ter usado contra essa abordagem de fazer tudo dentro da CMS.

Na hora, só critiquei a experiência geral do usuário ao escrever e administrar a produção de conteúdo dentro da CMS, e lembrei da analogia de Karen McGrane sobre as máquinas de impressão (que fala sobre as dificuldades de ter uma única máquina para realizar todas as tarefas).

Contudo, percebi que meu argumentou falhou totalmente em confrontar o argumento mais óbvio dessa situação: a implicação que a produção de conteúdo não requer um processo dedicado.

Você Não Pode Rascunhar Em Uma CMS

A parte engraçada sobre essa conversa foi saber que o rapaz trabalhava em uma empresa de consultoria em Experiência do Usuário. Um lugar onde processos são, obviamente, um grande negócio.

No contexto extremo (consultoria de Experiência do Usuário) de pesquisa de projeto, teste de usuário e avaliação de negócios, parece loucura sugerir que tudo relacionado a criação de conteúdo pode ser feita, simplesmente, dentro de uma CMS. Que conteúdo é adereço ou, no mínimo, algo que pode ser executado isoladamente.

E essa seria minha resposta mais trabalhada para o rapaz, na hora: ao sugerir que o desenvolvimento de conteúdo pode ser criado inteiramente em uma CMS é perigar transformar o conteúdo em um simples adereço; implica em dizer que ele não requer um processo dedicado e, pior, que não é considerado um componente do projeto ou trabalho de Experiência do Usuário.

Eis mais algumas razões tangíveis para evitar a abordagem mais centrada no CMS ao se desenvolvedor conteúdos:

1. Projetos Atrasam

O tempo usado para produção de conteúdo, geralmente, é subestimado. Isso acontece mais quando o planejamento da produção não é feito no começo (é impossível estimar horas para trabalhos indefinidos).

"Nós finalizamos seu site, estamos esperando só o conteúdo" - o rapaz

Ao falhar em avaliar corretamente os requesitos do conteúdo no começo do projeto, ou evitar qualquer tipo de governança em relação à produção de conteúdo, você não pode reclamar quandos as estimativas estiverem totalmente erradas e seu projeto estiver atrasado.

Como evitar esses atrasos:

Uma abordagem bem comum é realizar oficinas de planejamento de conteúdo (com pessoas tanto do lado do cliente quanto da agência), logo no início do projeto. Elas podem funcionar muito bem e fazer com que todos estejam no mesmo trem do processo de produção de conteúdo..

Como resultado dessas oficinas ("sessões de terapia em grupo"), todos perceberão o quanto de trabalho está envolvido na produção de conteúdo e as estimativas serão muito mais precisas.

Pode ser interessante focar as oficinas na definição dos processos de produção envolvidos desde o esboço até a publicação de tipo específico de conteúdo. É interessante dar uma passada pelos vários tipos de ciclo de pesquisa, elaboração e revisão envolvidos na publicação de uma "página de eventos" (assim como mantê-la atualizada).

Uma vez destrinchado esse processo, você poderá calcular o tempo involvido para completá-lo e, então, multiplicar esse tempo pela quantidade de páginas em seu projeto. Pessoas podem surtar.

2. O Orçamento Estoura Com As Mudanças Do Projeto

Um resultado óbvio de uma estimativa falha é o problema em se manter dentro do orçamento. Acaba sendo um adereço muito caro.

Como evitar o estouro do orçamento:

Uma vez que a oficina tenha sido realizada, você pode esclarecer o escopo da praodução de conteúdo dentro do orçamento, de uma forma que o cliente consiga entender. Você preparou o terreno para o trabalho e trouxe à tona a necessidade de investir na produção de conteúdo.

3. Conteúdo de Baixa Qualidade Voa Paira Produção

Adivinhe: conteúdo de boa qualidade demanda tempo para ser produzido. Quando não se dá o tempo, estudo, planejamento e consideração merecidos, o resultado será um conteúdo que falha em atrair as pessoas. Isso é muito perigoso.

A criação de conteúdo de verdade, em algumas situações, pode ser muito mais trabalhosa e difícil (em termos de administração) que a criação da tecnologia e do projeto visual para um site.

Você sabe muito bem que projetos visuais são facilmente repetíveis, através do uso de bibliotecas de padrões e guias de estilo, criando um conjunto de regras reusáveis. Também há um padrão e expectativas dos usuários bem definidas, em relação à arquitetura da informação e do projeto estrutural de site. É muito mais fácil peceber quando uma UI ou projeto estrutural está inconsistente ou não funciona (conteúdo é um meio muito "denso" e "ambíguo" para se testar).

Como evitar conteúdo de baixa qualidade:

Dê-se um tempo. E defina um processo.

Com um processo dedicado à construção do conteúdo (antes da CMS), tudo fica mais fácil usar as ferramentas que você tem a disposição para criar conteúdo que funcione.

Você poderia dedicar algum tempo antes de criar um guia de estilos e ajudar as pessoas a criarem conteúdo que correspondam aos critérios do projeto. Isso pode ser um pouco desencorajador, porém, há diversos exemplos que podem ser usados como modelos para os seus conteúdos.

Você também pode usar ferramentas online de edição colaborativa, como o Google Docs, Draft, Penflip ou GatherContent para hospedar a produção de conteúdo em um lugar centralizado; facilitando seu processo de administração e reforçando o guia de estilo.

4. Decisões de Projeto Mal Feitas São Tomadas Sem Levar Em Consideração o Conteúdo

De forma bem previsível, esse argumento nos leva de volta à abordagem "conteúdo em primeiro lugar" (content-first) do web design. Ao deixarmos o conteúdo de lado até chegar na CMS, é como se o "conteúdo ficasse por último" (content-last). Esse conceito sugere que o projeto e a pesquisa são realizados, a CMS construída e, só então, bastasse preencher as partes em branco com o conteúdo.

Como evitar tomar decisões sem tomar conhecimento do conteúdo:

Essa daqui é bem retórica: basta tomar decisões do projeto sabendo e com base no conteúdo. Até nunca mais, lorem ipsum.

Há inúmeros e ótimos recursos atuais sobre wireframing e prototipação com conteúdo de verdade (Typecast é uma ótima ferramenta para ajudar nessa tarefa).

Protótipos funcionais da Typecast

Mesmo que não seja o rascunho final, faz todo o sentido usar conteúdo real em seus wireframes e esboços iniciais, para ver se seu díalogo (através do texto) funciona bem, holisticamente.

5. Assim, a Experiência do Usuário Sofre

Quando o projeto e o conteúdo estão desconectados, toda a experiência do usuário fica em risco. Quando consideramos a experiência de alguém ao usar algum site, devemos nos informar sobre qual conteúdo é consumido. Só testar o caminho que alguém faz até o conteúdo não significa testar a experiência geral. É como analisar a ida de alguém ao cinema e deixar de lado a opinião dessa pessoa sobre o filme.

Como evitar uma experiência do usuário falha:

Há uma tendência por testes de usabilidade esquecerem do conteúdo. Se estiver aplicando testes com usuários, você deve envolver tarefas e perguntas em relação à informação obtida do foco da sessão. O que eles conseguiram fixar do conteúdo? É isso que se espera? Há algo importante que não esteja claro? Há algo chamando atenção e não deveria estar? Como isso impacta a experiência do usuário.

Mesmo que você esteja realizando testes formais de experiência do usuário, tudo se resume a perceber que o conteúdo sempre será um componente massivo da experiência de alguém na web..

6. Consequentemente, Os Objetivos da Empresa Falham

Quando o conteúdo falha em alcançar as necessidades dos usuários, é improvável que os objetivos da empresa sejam alcançados.

E quando os objetivos da sua empresa não são alcançados…

isso torna o projeto em uma falha.

E ninguém quer que isso aconteça.

Processo

Ninguém (a grande maioria, pelo menos) realmente acredita que o conteúdo pode ser deixado para o último minuto. Toda a campanha de “conteúdo é importante” acabou há tempos; e o valor do conteúdo e da abordagem em se começar pelo conteúdo, definitivamente, foram aceitos.

Mas, enquanto concordamos que o conteúdo é estrategicamente importante, ainda há a falta de investimento em um processo de produção para a criação desse conteúdo. Eis as palavras de Karen McGrane sobre o assunto:

"Eu tive um cliente que me perguntou uma vez 'A CMS é algo como um processo de impressão ou algo mais como uma ferramenta de fluxo de trabalho para administrar todo o nosso processo de publicação?'. Para muitas empresas, o verdadeiro problema é com os processos de produção que acontecem fora do sistema de publicação." ­ Karen McGrane

Quando se trata de design e componentes tecnológicos de projetos web, parece que há um conjunto de processos avançados que dá o suporte ao desenvolvimento (e iteração) das soluções. Já o conteúdo parece não ter algo do tipo.

A crença no documento do Word e na produção de conteúdo da CMS parece enfatizar o problema, e é por isso que continuo a falar sobre a necessidade de ferramentas, processos e metodologias práticas que encoragem governância sobre a produção e teste de um bom conteúdo. Fora da CMS.

Você possui algum processo de produção de conteúdo? Adoraria ouvir sobre ele. Passe lá nos comentários e deixe suas ideias.

Seja o primeiro a saber sobre novas traduções–siga @tutsplus_pt no Twitter!

Advertisement
Advertisement
Looking for something to help kick start your next project?
Envato Market has a range of items for sale to help get you started.