30-50% off hundreds of digital assets! WordPress themes, video, music and more 30-50% Off Go to Sale
Advertisement
  1. Web Design
  2. Workflow
Webdesign

Realizando Uma Pesquisa Bem Sucedida Para Um Projeto Web

by
Length:LongLanguages:

Portuguese (Português) translation by Erick Patrick (you can also view the original English article)

Conduzir pesquisas para seu projeto web é bem simples e não precisa tomar muito do seu tempo. Planejando e dividindo o processo em passos menores, você pode economizar tempo e conseguir o máximo de resultados deles. Tudo se resume em entender o panorama antes de começar em pensar em design, desenvolvimento ou qualquer outra coisa.

Seja um novo site ou um novo aplicativo para dispositivos móveis, ou um re-design de um site ou app existente, esse artigo ensinará a forma mais fácil e efetiva de realizar uma boa pesquisa. Seja ousado, não tema, você é capaz. Não é nada como ciência espacial.

Antes de Começarmos

Gostaria que você considerasse o tanto de pesquisa que você fará antes que o cliente contrate seus serviços e pague a primeira parte do valor combinado.

Geralmente, você tem de dar uma estimativa baseada em praticamente nenhum dado. Você não quer passar alguns dias pesquisando para um projeto só para perceber que o valor cobrado por você está muito alto ou que a data estimada está muito longe ou ainda que cliente só queria informações. Além disso, você também não quer aborrecer o cliente antes mesmo de começar o projeto com centenas de perguntas detalhadas que, de uma forma ou de outra, terá de perguntar em outro momento. Então…

Quanto de Pesquisa É Necessário?

Resposta curta: depende. 

Meu modo de pesquisa é, basicamente, dividido em três etapas, que estão conectadas às estimativas do projeto, diretamente:

  1. Pesquisa para valores aproximados (leva cerca de 15 a 20min)
  2. Pesquisa para valores apropriados (de 2 a 3h)
  3. Pesquisa completa (levará o tempo que precisar)
Ilustração por Jacob Zinman-Jeanes

Pesquisa Rápida

Pesquisar por uma estimativa rápida é basicamente uma extensão do briefing que você recebeu do cliente. Você pode receber esse brief em qualquer formato que desejar, talvez através de um questionário online ou através de uma troca de e-mails ou mesmo pelo telefone. Com essa informação em mãos, você precisa estimar os preço e tempo necessários. Isso é algo bem difícil de se fazer, mas é preciso reagir rápido às vezes. Contudo, as estimativas nessa fase não podem ser levadas tão a sério. Você precisa realizar uma pesquisa mínima para dar essa estimativa grosseira. O brief é tudo que você tem nesse estágio, mas, lembre-se, ele não é uma pesquisa em si! 

Assumamos que você tenha usado um brief sólido como o que eu uso em meus projetos. Nesse caso, a maioria das perguntas mais comuns serão respondidas. Contudo, é preciso ir só um pouco mais além, para garantir que você fará as estimativas corretas.

Recomendo que passe cerca de vinte minutos nos seguintes passos:

  • Verificar os competidores e anotar o que pode esperar do cliente no futuro. Além de anotações, faça captura de telas.

Isso lhe dará uma visão geral do segmento em questão, permitindo observar padrões, similaridade e diferenças entre sites e descobrir quais seriam as páginas “obrigatórias”. Perguntas surgirão e, tão logo apareçam, anote-as para referenciá-las futuramente.

  • Verificar se os desejos e expectativas do cliente para o site combinam com as necessidades dos futuros usuários.

Os clientes costumam dar uma lista daquilo que eles querem em um novo site ou produto. Na maioria das vezes, é uma lista de funcionalidades e é seu trabalho verificar se essas funcionalidades batem com as necessidades e expectativas médias dos usuários desse segmento. Você pode procurar por padrões em produtos existentes ou nos competidores. O propósito desse passo é descobrir as possíveis dificuldade e desafios que terá de sobrepujar em um estágio mais avançado do desenvolvimento. Novamente, mais perguntas aparecerão, anote-as para futuras referências.

  • Tentar criar um possível mapa de site e ver quais páginas estariam faltando se comparado ao brief.

Algumas vezes os clientes dão apenas uma olhada em páginas genéricas ou telas de confirmação e outros detalhes do fluxo do usuário. No fim das contas, eles são especialistas em suas áreas e você é o profissional que eles entraram em contato, assim, é seu trabalho encontrar esses detalhes.

Pesquisa Longa

Pesquisar por uma estimativa "apropriada" leva um pouco mais de tempo (como era de se esperar). Você só deve começá-la depois que tiver realizado a "pesquisa rápida" e o cliente mostrar-se interessado em saber mais sobre o serviço (mostrando que sua análise grosseira foi aprovada). Pode levar alguns dias de trocas de e-mails para você entender bem o escopo do projeto, de modo que possa estar preparado para o trabalho (você e/ou sua equipe). Você perguntará muito mais coisas nessa etapa e precisará gastar de duas a três horas, talvez mais. Algumas pessoas cobram por esse tipo de estimativa, então, sugiro que decida o quanto seu tempo vale para esse tipo de tarefa ou se você está preparado para fazê-lo de graça.

Recomendo passar cerca de três horas:

  • Aprendizado um pouco mais aprofundado sobre o segmento/indústria em questão;
  • Descoberta de metas de longo-prazo, uma vez que elas são bastante importantes e podem revelar informações.

Metas de longo prazo pode ser variar bastante, indo do alcançar um milhão de usuários no próximo ano ou habilitar novo tipo de inscrição, até um conjunto completamente novo de interações e funcionalidades. Se você souber disso antecipadamente, pelo menos algumas delas, você pode preparar uma base sólida para o trabalho futuro. Isso poupará tempo e dinheiro dos clientes, e aumentará o interesse em você uma vez que você tem se preocupado com eles e seus negócios.

  • Tentar compreender, minimamente, o processo de negócio atual do cliente. 
  • Garantir o entendimento do escopo do projeto relacionado aos detalhes técnicos (número de páginas/telas a serem projetadas, suporte a plataformas/aparelhos, requerimentos de acessibilidade, integração com serviços de terceiros, etc.).

No caso de re-design:

  • Analisar o projeto atual (marca, website, perfis de mídias sociais, etc.)
  • Pedir acesso ao CMS (se existir).
  • Pedir dados analíticos (se exisitrem) na tentativa de identificar problemas em potencial.

Documente tudo e crie retrato do projeto para sua estimativa.

Pesquisa Prolongada

Este artigo é focado nesse tipo de pesquisa: Pesquisa Prolongada. Assim que sua proposta tenha sido aprovada e, preferencialmente, tenha assinado um pré-contrato com seu cliente, você pode ir a fundo de verdade. É aqui que as coisas começam a ficar legais! 

Para começar os projetos de design para web com o pé direito, devemos começar fazendo perguntas. Muitas perguntas.

Entendimento Aprofundado Sobre o Escopo do Projeto

Até o momento, você já obteve a maior parte da informação básica que você precisa. Ela é o suficiente? O que você fará com ela? Embora um bom projeto de pesquisa não garanta seu sucesso, é preciso mais para um começa bem sucedido. Nesse estágio, você apenas deu o pontapé inicial. 

Ilustração por Jacob Zinman-Jeanes

Você se lembra das perguntas que você anotou para usar mais no futuro? Pois bem, é hora de conseguir respostas para elas!

Design (Marca, Material de Marketing, Papelaria, Auditoria)

Peça ao cliente que compartilhe todo material de marketing que tiverem. Isso ajudará você a entender como se comunicam com o público alvo e os clientes em potencial. 

Peça toda e qualquer publicação offline, como brochuras, publicações em jornais, relatórios anuais, pôsteres, DVDs, livros e tudo mais. Muita informação pode ser obtida desse tipo de material e ajudará bastante a entender o seu cliente e o negócio dele.

Peça por guias da marca, se existirem. Dessa forma, você saberá se o trabalho futuro estará restrito a guias de marca pré-estabelecidos. Busque por cores corporativas, preferências de design, símbolos, mensagens da marca. Manter consistência da marca é bastante importante e você precisa identificar as possíveis áreas onde designs anteriores não foram bem sucedidos em alcançar essa consistência.

Desenvolvimento (CMS, Suporte a Smartphones/Tablets, Apps Nativos)

Pergunte como eles querem administrar o conteúdo. Não digo só o CMS que preferem, mas se há algum que se encaixa melhor em seu fluxo de trabalho. Quem é o responsável por adicionar e administrar o conteúdo do site? É somente uma pessoa ou vários administradores? Eles precisam sincronizar seus trabalhos e atualizações para o site? Você também pode querer saber o quão entendido de tecnologia é, a pessoa responsável pela atualização (embora isso seja difícil de quantificar). 

Eles precisam importar/exportar arquivos e dados em formatos específicos? Eles precisam integrar algum aplicativo ou CRM de terceiros? Eles precisam sincronizar dados entre multi-plataformas e aparelhos? Eles planejam construir algum aplicativo nativo em algum momento? Essas todas são perguntas importantes que expandem o escopo do projeto e seu trabalho.

Requerimentos Técnicos (Hospedagem, Domínio, Tráfego)

Pergunte ao seu cliente se eles já possuem alguma hospedagem e/ou domínio. Caso você não seja um administrador de sistemas (a maioria de vocês não), sugiro que eles próprios lidem com a contratação desses serviços. Você pode prover assistências se eles não estiverem certos de qual hospedagem contratar. O motivo para isso é que, na minha opinião, você deveria evitar a responsabilidade com relação aos tempos de queda do servidor ou quaisquer outros problemas no futuro. No caso de um problema no servidor, os clientes ligarão para você para saber o que aconteceu. Se for realmente problema do servidor, você pode direcioná-los ao provedor do serviço em questão, para que possa ser sanado o problema.

Pergunte ao cliente se eles já usam o Google Analytics, Mint ou algum outro mecanismo de rastreio. Em caso negativo, ajude-os a configurar um mecanismo desses para eles. Esse mecanismo proverá informações inestimáveis em relação à performance do site, visualizações de páginas, descoberta de conteúdo, metas e, mais importante, esse mecanismo mostrará a você e a eles se as decisões tomadas em relação ao projeto foram bem fundadas ou se precisam de ajustes.

Realizar uma pesquisa é relativamente simples. O que não é fácil é a tarefa de tentar entender e aplicar a pesquisa para beneficiar seu projeto.

As perguntas acima são, basicamente, “técnicas” e ainda diria que são básicas. Por que básicas? Porque você aprendeu muito sobre o cliente, o segmento, requerimentos técnicos, restrições e outras coisas. Claro, você buscou muitas informações, mas isso ainda é considerado material cru, não trabalhado. Você tem um certo entendimento do projeto, mas não precisa entender de cliente e o segmento dele de verdade. Você precisa entender essa informação em relação ao negócio do seu cliente. Mas, como se faz isso?

É Hora de Falar Com Pessoas

Não há substituto para conversa cara-a-cara com seu cliente. Você pode pesquisar o quanto for, como mostrado acima, mas até que você o encontre e converse com ele e os outros empregados, pode ser que você não seja capaz de entender os resultados da pesquisa em relação ao negócio da empresa.

Ilustração por Jacob Zinman-Jeanes

Para entendimento completo do negócio e produto do seu cliente, você precisa falar com o máximo de pessoas interessadas que for possível. Marque um encontro na empresa, se possível, e experimente pessoalmente como o negócio é operado. O que as pessoas fazem no dia-a-dia? Como elas se comunicam sobre projetos entre elas? Quem são os líderes dos departamentos? Quais são suas tarefas diárias? Se você não puder marcar um encontro pessoalmente, tente uma entrevista com as partes interessadas via Skype ou Hangouts. Evite reuniões em grupo. É muito melhor realizar entrevistas individuais. 

Os dois próximos pontos importantes a tratar são:

  • Entendimento do negócio do cliente
  • Conhecimento sobre os clientes do seu cliente

Entendendo Como O Negócio Deles Funciona!

Acredito que um grande designer, desenvolvedor, arquiteto da informação, gerente de projetos, estrategista de conteúdo ou qualquer pessoa que trabalhe no meio digital só pode ser bom se conhecer o lado do negócio de cada projeto. Isso significa que você tem de se colocar no lugar do proprietário para entendê-lo melhor.

Chegue ao coração do negócio deles.

Idealmente, você quer saber o máximo possível sobre o negócio e como ele funciona. Você não quer saber sobre ganhos trimestrais ou coisa do tipo. Você quer saber como eles conseguiram isso. Entenda o esforço e valores gastos para garantir que as operações da empresa estejam saudáveis. O que você aprender nisso não ajudará somente nesse projeto, mas fará de você um profissional melhor. 

  • Coloque-se no lugar do dono da empresa;
  • Entenda o que os produtos e/ou serviços significam para eles;
  • Entenda o fluxo do investimento da empresa;
  • Entenda a estrutura, estratégia e prioridades dos clientes da empresa.
  • Aprenda sobre o mercado competidor em geral.

Uma pergunta que gosto de fazer aos meus clientes é: "Se você fosse ler um título de notícia sobre sua empresa, o que ela diria?". Pode parecer um pouco estranho, mas, acredite, essa pergunta é capaz de colocar um sorriso no rosto de muita gente e a resposta pode ser bem reveladora.

Transforme-se Em Um Cliente (Usuário)

O público alvo, ou usuários, são a parte mais importante do seu projeto. No fim das contas, se não tem quem use o produto, seu cliente não está lucrando e você não está fazendo ninguém feliz. 

Pense como um vendedor, pense sobre os benefícios do site, não as funcionalidades que ele precisa.

Pense fora da caixa, como um cliente do produto, coloque-se no lugar deles. Interagir de verdade com o público alvo ajudará imensamente na sua pesquisa. Tente falar com os clientes deles e pergunte-os o que acham do produto e do seu cliente; o que eles esperam encontrar no site; e o que os motiva a voltar, comprar e interagir como site.

  • Entenda as necessidades e expectativas dos clientes; 
  • Entenda porque os clientes escolheram seu cliente;
  • Entenda as motivações dos clientes;
  • Descubra a atitude e comportamento padrão na internet dos clientes do seu cliente.

Claro, você pode facilitar seu trabalho criando personas, modelos mentais e conceituais, mas o propósito dessa etapa não é executar uma pesquisa de usabilidade, mas entender as metas do público alvo e combiná-los com as metas da empresa do seu cliente.

Obtive Muita Informação. E Agora?

Tudo isso pode parecer bastante exaustivo, mas nem é tanto. Sua tarefa é ajustar essa informação obtida dessa pesquisa, entrevista com clientes e descobertas sobre o público alvo e segmento de negócio, dentro do contexto do projeto. Claro, você tem feito isso por todo o processo da pesquisa, mas você tem informações concretas de verdade, agora, que servirão para tomar as decisões críticas sobre design, UX, usabilidade e desenvolvimento em geral.

Anote todos os pontos importantes em uma lista ou planilha, use cores para destacar ou marcá-los em ordem de importância relativo às metas do projeto. Toda vez que precisar tomar uma decisão a qualquer estágio do desenvolvimento, você poderá olhar essa lista e verificar se suas decisões combinam com os resultados da sua pesquisa.

Exemplos

Na minha carreira, até agora, trabalhei em vários projetos e com vários profissionais e equipes. Trabalhei desde pequenos sites corporativos, aplicações web até jornais online. Gostaria de apontar alguns projetos e demonstrar perguntas pertinentes que fiz ao conduzir as pesquisas e entrevistas com os meus clientes.

Site de Notícias Online

Todo jornal tem sua própria filosofia de publicação. Toda receita de jornal também é óbvia: propaganda. Mas há muito mais a se levar em consideração. Ao projetar um jornal, você deve falar com o máximo de pessoas que puder e prestar atenção em todos os detalhes que puder, já que elas podem e irão impactar no seu trabalho futuramente. 

Entreviste o departamento de Vendas, aprenda tudo possível sobre vendas de publicidade e como eles operam no dia-a-dia

  • Pergunte como vendem ads: por conta própria, em pacotes promocionais, em campanhas ou outros?
  • Pergunte quais formatos eles dão suporte e como eles incorporam eles no site, em páginas específicas ou pelo site completo?
  • Eles tem algum formato especial para certas ocasiões?
  • Eles usam alguma plataforma para servir/gerir Publicidade?
  • Pergunte quais sistema de rastreio eles usam ou gostariam de usar?

Entreviste o Editor Chefe e sua equipe, tentando entender o dia-a-dia deles

  • Pergunte como encontram as notícias e como as publicam diariamente
  • Entenda todos os tipos de artigos que publicam (normais, urgentes, histórias em andamento, entrevistas, artigos pagos, etc.)
  • Como o editor chefe aprova os artigos a serem publicados a cada dia e como é esse processo?
  • Pergunte como eles se comunicam entre si e como medem o sucesso uns dos outros?
  • Eles precisam de estatísticas mensais sobre cada escritor/jornalista/colaborador?
  • Eles trabalho com alguma biblioteca profissional de fotografia já reconhecida?
  • Eles usam alguma plataforma de imagem ou vídeo de terceiros ou usam uma plataforma própria?
  • Eles possuem ou gostaria de ter um processo automatizado de escola de imagens e vídeos para cada artigo?
  • Eles planejam oferecer conteúdo em áudio no site?

Perguntas A Fazer

  • Eles planejam tem blogs profissionais para colaboradores influentes?
  • Eles planejam reusar a infraestrutura principal e o backend para outros sites de notícias no futuro?
  • Eles usam algum CRM e qual tipo de dados eles coletam?
  • Eles planejam ter conteúdo pago?
  • Terá necessidade de registro para usuários em algum momento? E em caso positivo, o que deverá ser apresentado em seus perfis?

E a lista continua. Acredito que há muito mais perguntas a se fazer, mas a lista acima já dará uma boa ideia sobre onde começar e como aprofundar-se.

Sites de Pesquisa e Educação

Sites de Pesquisas Científicas e/ou Educacionais tem algumas coisas em comum com sites de notícias, uma vez que ambos tem editores, colaboradores e publicam notícias. A diferença é que, além da seção pública do site, há uma área fechada para pesquisadores, editore e colaboradores compartilharem suas informações entre eles, que não está disponível ao público. Algumas vezes, essa é a seção mais importante do site. Se não forem todas as vezes.

Perguntas A Fazer

  • Quem é o curador chefe e qual sua conexão com os editores?
  • Qual o tamanho da biblioteca de artigos, PDFs, videos ou outros arquivos e onde ela está armazenada?
  • Elas possuem alguma convenção de nomeação para artigos científicos, artigos normais ou relatório anuais que precisa ser seguida?
  • Há algum prazo de validade do conteúdo publicado? Por que?
  • Eles querem adicionar algum tipo de sistema de premiação para os editores? Como o sistema deve funcionar?
  • Como os editores se comunicam? Eles possuem algum sistema de mensagem integrada ao site?
  • Eles precisam de algum fórum? O acesso é livre ou ainda mais restrito?
  • É necessária funcionalidade de Lista de Leitura?
  • Há planos para publicação de livros físicos e venda dos mesmos no site?
  • Há planos para organização de eventos? As inscrições serão públicas, pagas ou terão outro tipo de restrição?

Sites de Compra Coletiva

Talvez você ache que sabe de tudo sobre sites de compras coletivas, uma vez que quase todos se parecem e funcionam de forma bem parecida. Isso pode até ser verdade, mas eles tem suas diferenças.

Perguntas A Fazer

  • Entenda como eles coletam ofertas diárias e como eles as administram dentro da equipe
  • Quem aprova as ofertas publicadas diariamente?
  • Haverá alguma seção para donos de negócios criarem ofertas diretamente no site (em um painel próprio)?
  • Há planos de introduzir ofertas que fujam do tipo quantidade mínima/tempo limitado?
  • Como é a obtenção de inscrições nos newsletters e há necessidade de segmentá-los de alguma forma?
  • Usa-se algum sistema de newsletter terceirizado ou gostaria de um sistema próprio? Por que?
  • Há algum sistema de contábil próprio ou tem de conectar-se a um sistema de terceiro?
  • Eles planejam oferecer suas ofertas a outros países?
  • Trabalham com várias moedas?
  • Como querem gerar faturas para si, para os donos de empresas e para os compradores no site?
  • Como é administrado o pagamento no site? Com quantos bancos há contrato? Há planos para adicionar outros parceiros financeiros?

Acredito que, agora, você já tem um entendimento considerável sobre o quão detalhado uma pesquisa para qualquer projeto deve ser. Lembre-se, se seguir os passos descritos aqui, desde o começo, você saberá quando e quanto será necessário. Agora é sua hora!

Considerações Finais

Sei que disse que realizar pesquisas é relativamente simples e, na verdade, até é. O que escrevi pode até parecer muito, contudo, se dividir a pesquisa como mostrado acima, perceberá que não tomará muito do seu tempo.

Talvez esteja preocupado sobre como o cliente ficará por ter de responder tantas perguntas. Talvez fiquem um pouco doidos por conta disso, mas, lembre-se que é para o melhor, para o sucesso do projeto. Não interessa se o projeto é grande ou pequeno, sempre deve ter o bom hábito de realizar pesquisas no começo do projeto. É uma parte crucial de todo o processo e que não deve ser deixada de lado. 

Qual é o seu processo de pesquisa melhor sucedido? O processo sugerido é compatível com o seu? Você realiza de uma forma diferente? Como? Deixe seus comentários como você faz!!

Leitura Adicional

Seja o primeiro a saber sobre novas traduções–siga @tutsplus_pt no Twitter!

Advertisement
Advertisement
Looking for something to help kick start your next project?
Envato Market has a range of items for sale to help get you started.