Unlimited Wordpress themes, plugins, graphics & courses! Unlimited asset downloads! From $16.50/m
Advertisement
  1. Web Design
  2. SEO
Webdesign

O Estado de SEO em 2017

by
Length:ShortLanguages:

Portuguese (Português) translation by Thiago Oliveira (you can also view the original English article)

No início de 2016 publicamos um artigo sobre o estado de SEO, destacando algumas das mais interessantes tendências e novidades. Como isso tornou-se algo como uma tradição anual, coletamos mais dicas para 2017. Leia para descobrir as últimas técnicas de SEO para ajudar seu website a conquistar resultados de busca!

Indexação Mobile-First

Eu não deveria precisar lembrá-lo que mais pessoas do que nunca antes estão buscando no Google usando um dispositivo móvel. O sistema de ranqueamento do Google, porém, ainda prioritiza a versão desktop de uma página. Isso pode ser problemático de um ponto de vista de SEO, especialmente se a versão mobile de uma certa página difere da desktop em termos de conteúdo e UX.

Isso por que, começando em Novembro de 2016, o Google começou a experimentar com indexação mobile-first. Seu algorítimo vai cada vez mais usar a versão mobile de um website para ranquear suas páginas, ao invés de focar somente no conteúdo desktop.

Então o que isso significa para web design?

  • User conteúdo diluído em páginas mobile pode machucar seus ranqueamentos.
  • É mais importante que nunca concentrar na velocidade de carregamento do seu site.

Você pode também considerar implementar Accelerated Mobile Pages (AMP). AMP usa um markup alternativo para criar uma versão secundária leve de páginas existentes. O objetivo de AMPs é melhorar drasticamente a performance da web mobile. Google mostra um símbolo de raio perto de páginas AMP em resultados de busca mobile, o que pode influenciar positivamente a taxa de cliques.

Você não precisar correr e criar páginas AMP o quanto antes possível, mas pode valer a pena um teste para julgar seu ROI.

Introdução a Rich Cards

Estou certo de que está ciente de rich snippets; esses resultados de busca melhorados são baseados em structured data, como em schema.org.

Ano passado, o Google introduziu rich cards. Rich cards são essencialmente versões melhoradas de rich snippets em um formato visual ainda mais atraente. Eles podem melhorar drasticamente a taxa de cliques para suas páginas.

No momento rich cards estão disponíveis para receitas, filmes, restaurantes locais e cursos online. Descubra aqui quais campos são necessários escrever mark up para que um rich card apareça.

Aprendizado de Máquina

O objetivo do Google é mostrar a você os resultados mais relevantes para qualquer busca. Para melhorar seu serviço, eles estão constantemente ajustando seu algorítimo de ranqueamento. Rankbrain é um desses ajustes.

Rankbrain é uma forma de inteligência artificial que usa aprendizado de máquina para analisar termos de busca e resultados de busca. Ela pode reconhecer padrões automaticamente. Para te dar um exemplo; nessa busca o software aprendeu as capitais do mundo analisando artigos de notícias.

O que pode Rankbrain significar para SEO em 2017?

De maneira simples: pare de fazer otimizações de palavras chave singulares. Ao invés de criar uma página separada para a "palavra chave A", "sinônimo B" e "sinônimo C", você seria melhor aconselhado a combiná-las em uma página. Pense em tópicos, ao invés de palavras chave.

Web Apps Progressivos Indexáveis 

Website ou app? Combine o melhor dos dois mundos com "web apps progressivos". Esses apps não requerem uma instalação, podem enviar notificações push, carregar mais rápido, ter um ícone na tela inicial e muito mais.

Para ter o melhor desses web apps progressivos, é importante torná-los indexáveis. Por isso que o Google recentemente lançou uma série de guias para fazer exatamente isso.

Busca por Voz

OK Google, Siri, Cortana, Amazon Echo, Google Home; busca por voz está crescendo. E isso tem algumas implicações para SEO.

Geralmente, existe uma diferença entre buscadores por voz e pessoas que digitam um termo de busca. O primeiro é bem mais provável que queira respostas rápidas, curtas. O segundo tipo de buscador pode estar procurando por maior detalhe. Você precisa suprir ambos, por isso que sugiro a você:

  • implemente dados estruturados para ajudar mecanismos de busca a entenderem seu conteúdo.
  • foque em palavras chave de cauda longa que respondam termos de busca sobre quem, o que, porquê, quando, onde e porquê.

Conclusão

O básico de SEO continua o mesmo, mesmo em 2017: prover ótimo conteúdo que seja facilmente rastreável e certificar-se de que ele tenha muitos links. Há algumas coisas novas para as quais se atentar, porém, então aqui está minha sugestão para o ano vindouro:

  • Certifique-se de que seus dados estruturados estão implementados corretamente e atualizados para aproveitar rich cards.
  • Adote uma abordagem mobile-first para seu web design.
  • Explore palavras chave de cauda longa que respondam quem, o que, porquê, quando, onde e porquê.
Advertisement
Advertisement
Advertisement
Advertisement
Looking for something to help kick start your next project?
Envato Market has a range of items for sale to help get you started.